Arquitetos no Rock in Rio

Rock in Rio: mais de 70 arquitetos e urbanistas ajudaram a construir a Cidade do Rock
Erguida no Parque Olímpico, nova Cidade do Rock ocupou área de 300 mil m².
A construção da nova Cidade do Rock, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca, contou com a participação direta de 75 arquitetos e urbanistas, com a emissão de cerca de 300 Registros de Responsabilidade Técnica. A informação é da equipe de fiscalização do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro (CAU/RJ), que acompanhou a montagem do Rock in Rio (RiR) 2017 entre os dias 25 de agosto e 14 de setembro.
A atuação do Conselho tem como principal objetivo apurar se as atividades exclusivas do arquiteto e urbanistas foram executadas por profissional devidamente habilitado. Entre as atribuições do arquiteto estão: concepção de projetos, arquitetura de interiores, arquitetura paisagística, conforto ambiental, entre outros. O profissional pode ainda se responsabilizar pelo projeto de estruturas e instalações prediais, além da própria execução da obra.

Para a arquitetura e urbanista e coordenadora de projetos da empresa GL Events, Caroline Pignaton, a montagem de grandes eventos como o Rock in Rio deve sempre contar com profissionais habilitados. “Uma das vantagens de se contar com o arquiteto e urbanistas na montagem de grandes eventos é a visão generalista do profissional. Podemos atuar tanto na área de cenografia, quanto na de estrutura”, explicou. Ainda segundo Caroline, trata-se de um mercado de trabalho com grande potencial para os arquitetos: “É um mercado que tem grande rotatividade. No Rio de Janeiro, o número de eventos aumentou significativamente desde as Olimpíadas, assim como a demanda por arquitetos e urbanistas habilitados para atuar no segmento.”

Em junho, o gerente de fiscalização do CAU/RJ, Rodrigo Abbade, e as fiscais Elaine Rossi e Letícia Jacome participaram de reunião de orientação com as empresas envolvidas na concepção e execução dos projetos da Cidade do Rock, representantes das marcas patrocinadoras, além de engenheiros e arquitetos do próprio evento. Na edição anterior, em 2015, o Conselho também esteve presente na montagem do Rock in Rio.