MACAU//RIO abre série de eventos preparatórios para UIA2020RIO

A exposição MACAU//RIO – Descobrir Manuel Vicente e Matrizes urbana portuguesa de frentes marítimas em transformação” foi oficialmente aberta na segunda-feira, 19 de junho, às 18h, na Casa do Arquiteto Oscar Niemeyer, sede do IAB-RJ. A cerimônia, que contou com a presença do presidente do Conselho Internacional de Arquitetos de Língua Portuguesa (CIALP), Rui Leão, inaugurou a série de eventos preparatórios do 27º Congresso Mundial de Arquitetos – UIA2020RIO, que tem como tema “Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21”. A exposição fica em cartaz até 15 de setembro.

Rui Leão, que também preside o Docomomo Macau, destaca-se como importante parceiro do IAB na organização do UIA2020RIO. Para viabilizar a montagem da exposição, o arquiteto macauense trouxe consigo uma equipe de professores e alunos da Universidade de Hong Kong. Toda a assistência de Leão foi parabenizada e reconhecida pelo presidente do IAB, Sérgio Magalhães: “Este é um momento de ouro. Não apenas pela exposição que inauguramos hoje, mas pela pessoa exemplar que Leão é. Filho de pais goeses, Leão nasceu em Portugal, viveu em São Tomé e Príncipe e na ilha de São Jorge – arquipélago açoriano de Portugal – até sua família se fixar em Macau, na China. Formou-se arquiteto em Porto. Encontramos quase todos os continentes numa única pessoa.”

Para Magalhães, a mostra traz à tona também a ideia de que precisamos compreender todos os mundos da arquitetura, da cultura e da diversidade do mundo atual. “Essa compreensão nos ajudará a compreender também os nossos papéis no desenvolvimento urbano e cultural do Brasil”, afirmou.

Descobrir Manuel Vicente documenta, de modo leve, todas as obras que o arquiteto português deixou em Macau. A exposição apresenta também a cultura de uma geração de arquitetos modernistas que optou por projetar e construir com mais liberdade fora de Portugal. Já a mostra “Matriz urbana portuguesa de frentes marítimas em transformação” é resultado de pesquisa que traça correlações entre o processo de criação de cidades nas antigas colônias portuguesas e sua relação, em particular, com a água. Duas cidades se destacam no trabalho: Macau e Rio de Janeiro, criadas durante a expansão portuguesa do século XVI.

O presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro (CAU/RJ), Jerônimo de Moraes, parabenizou Rui Leão e IAB pela exposição. O arquiteto defendeu também a arquitetura e a formação da cidade como cultura. “Através das fotografias, observamos que as cidades portuguesas são portuguesas mesmo. É interessante ver esse desenho português na África, no Brasil e na China”, disse.

A exposição “MACAU//RIO – Descobrir Manuel Vicente e Matrizes urbana portuguesa de frentes marítimas em transformação” conta com o patrocínio cultural do CAU/RJ e apoio do Programa de Pós-graduação e Urbanismo da FAU-UFRJ, do Docomomo Macau e do IAB-RJ.

Serviço
Exposição MACAU//RIO – Descobrir Manuel Vicente e Matrizes urbana portuguesa de frentes marítimas em transformação
Quando: até 15 de setembro
Onde: Casa do Arquiteto Oscar Niemeyer, sede do IAB-RJ
Endereço: Rua do Pinheiro, 10, Flamengo. Rio de Janeiro – RJ
Visitação: de segunda a sexta-feira, das 12h às 19h
Mais informações: (21) 2225-6405 ou iabrj@iabrj.org.br