Oficinas capacitam arquitetos para o mercado exterior

Estão abertas as inscrições para as próximas Oficinas de Capacitação para o Mercado Exterior. No Rio de Janeiro ela acontece dia 10 de agosto e em São Paulo no dia 11. O evento conta com a parceria do CAU/RJ e do CAU/SP. Serão 100 vagas disponíveis para cada oficina, 70 delas destinadas aos profissionais do Estado e outras 30 aos demais interessados.

Clique aqui para se inscrever na oficina do Rio de Janeiro
Clique aqui para se inscrever na oficina de São Paulo

O programa Capacitação para o Mercado Exterior objetiva ampliar o mercado de trabalho dos profissionais brasileiros, principalmente em países vizinhos como Argentina, Paraguai, Uruguai e Guiana Francesa. Em 2015, as exportações de serviços de Arquitetura e Urbanismo renderam R$ 16,9 milhões aos escritórios brasileiros. Já foram realizadas as oficinas em Foz do Iguaçu (PR), Santana do Livramento (RS), Chapecó (SC), Dourados (MS) e Macapá (AP).

Antes da inscrição na Oficina de Capacitação para o Mercado Exterior, recomendamos a leitura de alguns textos e apostilas para a melhor compreensão e aproveitamento do conteúdo da capacitação. Clique aqui para baixar o material.

INICIATIVA

A iniciativa inédita é fruto da parceria entre o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR), a Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (AsBEA), a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), o Ministério das Relações Exteriores (MRE) e o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).  Apoiam a iniciativa o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), a Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA), a Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo (ABEA), a Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP) e a Federação Nacional dos Estudantes de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (FeNEA).  Os objetivos das oficinas são os seguintes:

* Posicionar internacionalmente os profissionais e escritórios brasileiros de Arquitetura e Urbanismo que atuam em regiões de fronteira;
* Capacitar os profissionais e escritórios brasileiros de Arquitetura e Urbanismo fronteiriços a atuarem na Argentina, Paraguai, Uruguai e Guiana Francesa;
* Aumentar o número de exportações de serviços de Arquitetura e Urbanismo.

O coordenador da Comissão de Relações Internacionais do CAU/BR, conselheiro Fernando Diniz (PE), destaca que desde 2014 a comissão tem buscado se aliar a instituições estrangeiras com o objetivo de fortalecer a atuação da Arquitetura nacional pelo mundo. “Queremos ampliar o mercado e aumentar nossa presença no mercado exterior, tanto em termos econômicos como culturais”, afirma. “O Brasil precisa explorar o potencial desses escritórios de fronteira, nessas áreas existem demandas muito importantes para o desenvolvimento regional”.

Clique aqui para ver a programação completa das próximas oficinas: